sábado, 18 de abril de 2009

Na Dificuldade, Sobrevivem os Fortes.

Esta semana recebi um vídeo do amigo e professor Clovis Campelo da Fundação Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro. Trata das pessoas, que apesar das dificuldades, encontram forças pra continuar lutando pela vida.

Ao abri o jornal “Extra” de hoje, li um texto do escritor Paulo Coelho, sobre o mesmo assunto, e achei que deveria postar os dois aqui:

“Sobre a morte”
Paulo Coelho

“Em meados de 1970, quando estava prestes a completar seu doutorado em física, o cientista Stephen Hawking, já então portador de uma doença que ia paralisando seus movimentos, escutou um médico dizer que tinha apenas dois anos de vida.

“Não vou ficar desesperado com isso. Vou aproveitar o tempo que me resta para tentar entender o Universo, porque não vou mais precisar pensar em coisas como aposentadoria e contas a pagar”, resolveu.

Como a doença progredia rapidamente, foi obrigado a criar fórmulas simples para explicar, o que antes, tudo aquilo que passava pela sua cabeça.

Dois anos e meio se passaram, dez anos se passaram, 30 anos passaram. Stephen Hawking driblou a doença, continuou vivo e foi responsável por uma nova visão da física moderna.

No decorrer dos anos, descobriu que a doença, em vez de levá-lo à invalidez, forçou-o a descobrir uma nova maneira de raciocínio”.

Acredito que o vídeo do amigo Clóvis Campelo e o texto do escritor Paulo Coelho acima se completam.
Para algumas pessoas, pensar na morte parece ser a solução. Para outras, um motivo pra continuar lutando pela vida.

2 comentários:

Anônimo disse...

adorei nossa me emocionei muito e uma liçao de vida pra mim brigada de coraçao

sueli luiza disse...

adorei nossa me emocionei muito e uma liçao de vida pra mim brigada de coraçao